Tel:11 - 4604-8046 | E-Mail: [email protected]

Notícias do Mercado Matérias de capa Novo Scania 10x4 carrega 55 t de carga líquida

Novo Scania 10×4 carrega 55 t de carga líquida

-

- Advertisement -
- Advertisement -

Super-caminhão conta com a maior capacidade de carga para mineração e construção pesada. Torna-se a melhor alternativa de redução de custos operacionais e aumento de produtividade.

A Scania anuncia a chegada do G 540 10×4/6 XT Heavy Tipper, seu novo veículo de configuração 10×4, como uma opção de alto rendimento e inovações de conectividade. Atendendo a demanda de setores como a mineração e a construção pesada. As vendas já estão abertas e as entregas serão a partir de abril de 2021.

O veículo chega para ser o mais próximo da linha amarela na capacidade de carga líquida, com competência para até 55 toneladas, com Opex (despesas operacionais) e Capex (despesas de capital) menores, custo total de operação (TCO) mais competitivo, além de maior versatilidade na atividade, o que resulta em aumento de produtividade.

De acordo com Silvio Munhoz, diretor de Vendas de Soluções da Scania no Brasil, todos os componentes, por exemplo, trem de força, eixos e tecnologias embarcadas são 100% Scania.

“A empresa investe globalmente há muitos anos no desenvolvimento de caminhões fora de estrada. Eles já nascem com DNA 100% vocacionais para o off-road. Por não serem adaptados tornam a operação do cliente mais eficiente”, explicou Munhoz.

O G 540 10×4 é produzido com componentes mais robustos do que os demais membros da linha XT, isso porque ele foi desenvolvido para atender as demandas mais severas da mineração e da construção pesada (que compõe as grandes obras de infraestrutura: hidrelétricas, por exemplo).

“Com esse super-caminhão, a Scania traz soluções customizadas para atender os clientes, aumentar a rentabilidade e poder fazer toda a diferença no momento da operação”, afirmou Paulo Genezini, gerente de Pré-Vendas da fabricante.

Revolucionar o mercado

O Scania G 540 10×4 chega para ampliar a gama XT Heavy Tipper, formada até então pelos modelos 6×4 e 8×4 (um dos mais vendidos da marca). O novo caminhão salta das atuais 44 toneladas de capacidade de carga líquida do Heavy Tipper 8×4 para até 55 toneladas, aumentando consideravelmente sua produtividade. Dessa forma, o peso bruto total (PBT) sobe para insuperáveis 69 toneladas.

“Os concorrentes oferecem no máximo 35 toneladas de carga e 50 toneladas de PBT. A Scania está inovando o mercado mais uma vez e vai superar as expectativas dos clientes”, salientou Fabricio Vieira, gerente de Soluções Off-Road da Scania no Brasil.

Para tracionar este super-caminhão sob a cabine se encontra a tecnologia XPI de injeção de combustível em alta pressão, 540 cavalos de potência e 2.700Nm de torque. De acordo com a marca, o propulsor da nova geração também tem a vantagem de economizar, no mínimo, 8% de combustível em comparação à gama anterior.

O Scania G 540 10×4 XT Heavy Tipper está equipado com bogie traseiro (capacidade nominal de 36 toneladas) e eixos direcionais (11 toneladas cada um), eixo cardan que suporta maior torque para melhor partida em rampa, maior robustez do diferencial e do redutor de cubo com relação final 7.63, que possibilitam uma inigualável capacidade máxima de tração (CMT) de até 210 toneladas.

O quinto eixo (100% Scania) tem novo mecanismo de acionamento e mudou de posição (passando a ficar na frente do bogie traseiro). Para suportar a maior demanda de carga todo o conjunto de suspensão (molas, barras estabilizadoras e amortecedores) foi alterado.

Paulo Genezini, o gerente de Pré-Vendas da Scania, afirmou que antes mesmo de ser lançado, o Heavy Tipper 10×4 passou por avaliações práticas. “Três unidades foram fabricadas e realizaram mais de 20 mil horas de demonstração real. Os resultados foram aprovados pelos parceiros que realizaram os testes”, garantiu Genezini. Numa operação mais geral de mineração, o veículo deverá rodar cerca de 500 horas por mês e 6 mil horas por ano.

Para garantir a segurança necessária durante o trabalho, o sistema de direção se tornou mais robusto e o freio ganhou um reforço no sistema para proporcionar melhor desempenho de frenagem. 

O câmbio Opticruise 100% automatizado tem 14 velocidades e dispõe na alavanca do modo Off-Road, que ao ser acionado faz o propulsor girar em rotações mais amplas. A caixa de marchas é da versão GRSO935R e oferece uma resistência muito superior. O lay shaft brake, freio do eixo secundário, está incorporado e garante trocas mais rápidas, seguras e suaves.

O sistema de frenagem auxiliar tem o consagrado freio hidráulico Scania Retarder com desacoplamento do rotor do trem de força, que funciona quando o sistema não estiver acionado para economizar combustível. Com potência de 4.100Nm, ele aumenta significativamente a performance da frenagem, principalmente em baixas velocidades. Isso faz com que diminuam os custos de manutenção, pois reduz o desgaste do freio de serviço, das lonas e tambores, especialmente, em descidas íngremes e muito acidentadas.

Completam os itens de série, controle de tração, hill-hold (sistema de auxílio que segura o veículo em aclives, impedindo que ele recue no momento da saída), eixo traseiro com diferencial duplo, para-choque em aço com ângulo de ataque de 29º, proteção nos faróis, espelhos retrovisores reforçados e pino de reboque frontal com capacidade de 40 toneladas.

O Heavy Tipper 10×4 pode ser equipado com alguns opcionais que garantem ainda mais segurança na operação. Entre eles, airbag no volante e airbag lateral de cortina (contra tombamento), que propiciam mais proteção aos motoristas. O veículo também pode ser especificado com bafômetro, que só libera a partida após testar que o condutor não ingeriu bebidas alcóolicas nas últimas horas.

Ao dirigir um Scania o motorista percebe a diferença na perfeita ergonomia e no conforto superior em comparação aos concorrentes. A cabine da Nova Geração foi concebida a partir do posto do condutor para atender a todos os seus anseios. A área envidraçada está maior e houve diminuição de pontos cegos, o que melhora ainda mais a visibilidade e a segurança na condução.

“Na questão de segurança, o veículo herdou atributos da Nova Geração. Além disso, a cabine atende os padrões europeus, que são mais exigentes do que os nacionais”, explicou o gerente de Pré-Vendas da Scania.

Operação ainda mais vocacional

Para os segmentos fora de estrada (canavieiro, madeireiro, construção e mineração) a nova geração de caminhões oferece as cabines P, G e R com a linha vocacional XT. Há opções de alturas de teto diferentes, eixos e suspensões de molas ou pneumáticas adequadas a condições extremas, freio de estacionamento elétrico e soluções adaptadas para cada aplicação.

As potências vão de 220 a 620 cavalos e os torques de 1.000 a 3.000Nm. Já as trações disponíveis são 4×2, 4×4, 6×4, 6×6 e 8×4. E, agora a 10×4. Os veículos podem ser plataforma (chassi rígido) e cavalo mecânico.

“Hoje, nossos clientes e parceiros buscam maior produtividade, disponibilidade e custo operacional competitivo Tudo isso está concentrado neste veículo, além ainda de um baixo consumo de combustível”, ressaltou Fabricio Vieira.

Amplo pacote de serviços

Um ponto apontado como um diferencial pela Scania é a personalização dos serviços ofertados ao cliente. Sendo assim, para o lançamento, os pilares apresentados pela fabricante são gestão inteligente da frota, maior disponibilidade, máxima produtividade e menor custo possível de manutenção. 

“O perfil do cliente do G 540 10×4 Heavy Tipper é de um alto grau de exigência tanto do produto quanto do serviço. Por isso, com a chegada da nova geração de caminhões nossa promessa se baseia em oferecer serviços desenhados especificamente para estes segmentos. Temos um portfólio completo, que atende as mais diversas necessidades”, explicou Marcelo Montanha, diretor de Serviços da Scania no Brasil.

Em razão do trem de força e dos eixos serem 100% Scania, a garantia de fábrica é um diferencial decisivo para a escolha do novo veículo. “Os caminhões 10×4 atuam nas condições mais severas e por isto precisam ter o máximo de produtividade. Algo possível apenas se houver alta disponibilidade. Nesse cenário é que, de fato, faz a diferença ter os serviços customizados para a aplicação fora de estrada”, completou Montanha.

O portfólio dos Serviços Scania contempla manutenções em lugares remotos, soluções personalizadas de atuação no local da mina ou no canteiro da obra, mecânicos capacitados, gerenciamento e estrutura física de oficina. Além de programas de manutenção (PMS), serviços de gestão de frota, programa completo de treinamento e coaching para os motoristas (Driver Services), sistema de troca exclusivo, intervalo de manutenções personalizadas, sistema de diagnose e programação.

Análise mais inteligente dos dados

A empresa informou que os Serviços Conectados Scania também estão disponíveis para o G 540 10×4 XT Heavy Tipper. Na aquisição já estará incluso o completo pacote Desempenho por um ano, de forma gratuita. Ele incorpora os benefícios do pacote de entrada Análise e permite a leitura e a identificação detalhada de dados da operação, tanto para informações dos veículos quanto individualmente por motorista.

Para aproveitar a conectividade pelo uso dos dados gerados na operação, o cliente pode contratar o Scania Fleet Care com um Gestor de Frota, que terá o objetivo de aumentar a disponibilidade e a confiabilidade dos veículos e diminuir custos. Ferramentas inteligentes ajudam a planejar a manutenção e os reparos de modo a serem feitos no tempo ideal e com o mínimo de paradas.

De acordo com a Scania, o serviço conta com um sistema capaz de indicar se um condutor precisa ser treinado ou reorientado em pontos específicos. Como  exemplos estão a utilização do freio auxiliar Scania Retarder ou o controle da marcha lenta. Um recurso que pode ser determinante na garantia da segurança e na redução dos custos operacionais.

“O nosso pacote de soluções de conectividade foi feito para atender a demanda exigente dos nossos parceiros e clientes”, esclareceu Fabricio Vieira, gerente de Soluções Off-Road da Scania no Brasil.

Programas de manutenção personalizados

Também estão à disposição os programas de manutenção Scania (PMS) para obter performance com economia. A marca garantiu que para cada cliente haverá um estudo completo das necessidades a fim de personalizar o programa ideal.

Um dos programas de manutenção personalizada é o atendimento remoto. O objetivo, segundo a empresa, é atender aquelas minas ou canteiros de obras distantes, de difícil acesso ou aonde os caminhões trabalham sem sair do confinamento. Nestes casos, o cliente pode ter um ou mais pontos de apoio no local para agilizar o fornecimento das peças e da manutenção. Ainda abrange estoque de peças utilizadas, ferramentas e equipamentos previstos na manutenção e a presença de técnicos especializados para pronto atendimento. Além dele, a Scania pode instalar contêineres de oficina, de peças e loja in company no ambiente de trabalho do veículo.

Há também os Serviços Dedicados em que uma filial da concessionária é montada dentro da estrutura da operação fora de estrada. Ao atender o cliente nas suas instalações há eliminação imediata de tempo de deslocamento e espera até o concessionário. O resultado é a racionalização dos custos operacionais.

Para o novo G 540 10×4 XT Heavy Tipper, e também para os caminhões da atual linha XT vocacionada à mineração e construção, a fabricante oferece o Sistema de Troca Scania. Entre as novidades incorporadas estão caixa de câmbio, freio auxiliar Scania Retarder, planetária e diferenciais.

A empresa afirma que a variedade de peças originais remanufaturadas da Scania garante a mesma qualidade que as novas, mas numa aquisição mais econômica (a média de redução dos preços pode chegar a 50%). Além de assegurar a rapidez da entrega e da troca no veículo evitando perda desnecessária de hora trabalhada.

Site Optimisation

O Site Optimisation, que chegou junto com a linha Heavy Tipper em 2017, agora, também está disponível para os clientes do super-caminhão 10×4.

A ferramenta forma uma parceria entre Scania, rede e cliente a fim de propiciar uma profunda análise do negócio e implementar princípios de produção enxuta e melhores práticas para obter a otimização do custo operacional e da produtividade nas operações da mineração. Ele congrega uma plataforma integrada de algoritmos inteligentes, métodos e práticas adequadas a possibilitar ao cliente a rentabilidade ideal no negócio do transporte, desde a produção até o fornecimento. Por meio dele será possível identificar e abrandar aspectos de ineficiência que atrasam os valiosos tempos do ciclo de produção, a logística de fornecimento, além das iniciativas de segurança e sustentabilidade para reduzir riscos e aumentar a receita.

Após a avaliação do local da operação e da oficina do cliente, a Scania se propõe a apresentar um projeto de soluções de otimização completa. Um especialista da Scania vai trabalhar de maneira independente na identificação de pontos de ineficiência, vai tornar o uso dos equipamentos mais eficiente e melhorar a rentabilidade. 

Cenário atual x projeções futuras

Os dois setores para o qual o G 540 10×4 XT Heavy Tipper é destinado – a mineração e a construção pesada – apresentaram resultados econômicos instáveis e de retomada gradativa, respectivamente. Tudo isso em meio à pandemia do novo coronavírus. Assim como a indústria automotiva, são segmentos que estão otimistas quanto às perspectivas para o próximo ano.

“As mineradoras fazem projeção de investimento a longo prazo, porque é um setor que exige planejamento. Sendo assim, as perspectivas de 2020 a 2024 são de investimento de 32,5 bilhões de dólares”, explicou Flávio Penido – diretor presidente do Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram).

De acordo com o Ministério da Infraestrutura, está previsto para ser destinado até 2022 um montante de R$ 225,83 bilhões em projetos e parcerias, como leilões e concessões.

Dados da Sobratema (Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração) apontam para um crescimento de 62% nas vendas internas de equipamentos para a construção no primeiro semestre de 2020, quando comparado com o mesmo período de 2019.

“Os estados e municípios estão prevendo concessões e crescimento na área de infraestrutura. Isso resulta em previsões positivas no breve futuro para o segmento da construção civil”, opinou Afonso Mamede, presidente da Sobratema.

O cenário apontado pelos dois segmentos vai ao encontro com o resultado registrado pela Scania. Silvio Munhoz, diretor de Vendas de Soluções da Scania no Brasil, afirmou que apesar da pandemia, o ano de 2020 resultou em negócios para a Scania.

“Agosto foi o melhor para nós numa mensuração dos 30 últimos meses de vendas de produtos da gama off-road, com mais de 350 unidades comercializadas. Portanto, seguimos confiantes no potencial desses dois mercados para os próximos anos”, disse.

Inovações no segmento fora de estrada

O histórico da Scania entre os veículos de alto desempenho e capacidade inicia em 1999, com a apresentação do primeiro caminhão 8×4 do mercado brasileiro, que fazia parte da Série 4 e tinha 360cv.

Já em 2007, foi lançada a opção de tração 10×4, integrante das Séries P, G e R, gama anterior à nova geração. Cinco anos depois a fabricante introduziu a nova geração off-road das Séries P, G e R. Entre as novidades estava a grade,  ângulo de ataque, maior opções de equipamentos de série e opcionais.

Em 2017, nasce a gama Heavy Tipper, com as versões 6×4 e 8×4. Em 2018, a linha vocacional XT chega com a Nova Geração de caminhões.

(Fonte:Redação EaeMáquinas)

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas noticias

Minicarregadeiras New HollandConstruction comemoram 50 anos

Máquinas da marca da CNH Industrial foram pioneiras em recursos de segurança do operador e produtividade. Em reconhecimento às cinco décadas...

Mineradoras prestam contas sobre avanços das metas da[…]

Desde que foi anunciada publicamente, em setembro de 2019, no maior evento do setor mineral da América Latina, a...

Usina de Asfalto Móvel Rebocável MD 1000: alta performance com baixo custo…

Produção para pré-misturado frio de até 40 toneladas por hora e lama asfáltica de 1.000m²/hora na espessura 7 milímetros. A...

Haco traz soluções para transportador de correia

Equipamentos trabalham com baixas e altas velocidades e podem ser controlados para se adequarem melhor às necessidades do cliente. A...
Anterior
Próximo

Guindastes articulados IMAP: Força e produtividade

  Equipamentos para movimentação de cargas diversas e elevação de pessoas. Os guindastes articulados da IMAP, empresa de soluções em equipamentos...

Reduza custo e ganhe tempo com as betoneiras GBACH

Modelos disponíveis têm capacidade útil de 250 litros, e de 350 litros por ciclo, sendo que a segunda versão...

Mais Lidas

Minicarregadeiras New HollandConstruction comemoram 50 anos

Máquinas da marca da CNH Industrial foram pioneiras em recursos...

Mineradoras prestam contas sobre avanços das metas da[…]

Desde que foi anunciada publicamente, em setembro de 2019,...

Você também pode gostar deRELATED
Recomendamos para você