Mulheres no ramo: Ricambi incentiva igualdade de gênero

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

 

Empresa afirma que tem a missão de estimular o tratamento justo entre homens e mulheres, respeitando as diferenças individuais.

A inserção das mulheres no mercado de trabalho ainda é um desafio na sociedade brasileira, principalmente, em setores majoritariamente masculinos como o das máquinas, construção e peças. No entanto, diversas empresas trabalham para que haja mais inclusão. Este é o caso da Ricambi, que atua há quase 30 anos no comércio de peças para tratores da linha amarela.

De acordo com o sócio diretor da empresa, João Lima, a Ricambi busca quebrar esses paradigmas e implementar a cultura da igualdade de gênero. “Temos mulheres em todos os setores e em cargos de liderança”, destaca. Para ele, qualquer tipo de distinção entre homens e mulheres, hoje em dia, além de ir contra a cidadania, é um retrocesso que impossibilita o crescimento. ” O mercado de trabalho está sendo ocupado por mulheres, onde se considerava extremamente masculino, na Ricambi isso está mudando e não somente na empresa, mas em todos segmentos”, expressa.

Já o também sócio diretor Helio Perreti lembra que a empresa tem a missão de estimular o tratamento justo entre homens e mulheres no ambiente de trabalho, respeitando as diferenças individuais e apoiando a não discriminação. “Muito mais que pensar em lucros, essa atitude promove o respeito. A Ricambi é uma empresa com 29 anos de mercado, estamos em constante evolução. Quem não se adequa aos movimentos sociais mundiais só tem a perder mercado.”, reflete.

Exemplo dessa busca por igualdade na Ricambi são os cargos de liderança destinados para as mulheres como a Analista de Logística Júnior, Viviane Vasconcelos. Segundo ela, apesar do setor ser dominado pelos homens, ter a oportunidade de mostrar seu trabalho é um caminho para a equidade.

“Ser mulher, na posição de liderança, significa ter força e coragem. Força para enfrentar os desafios sem se rebaixar e coragem para encarar os percalços dentro de um setor ainda altamente patriarcal. Nesse aspecto, ser mulher na Ricambi é ter a chance demonstrar a nossa capacidade, não somente de liderança ou trabalho, mas nossa eficiência, nossa força como mulher. Assim, tendo uma oportunidade única de trazer aquilo que a sociedade espera, a equidade no trabalho e a igualdade entre os gêneros”, analisa a funcionária.

Na opinião da Auxiliar de Limpeza, Ivonete Nascimento, que trabalha há quase 7 anos na Ricambi, a empresa não faz distinção entre as pessoas. “Nunca passei por nenhuma situação em que eu me sentisse diferente por ser mulher. Muito pelo contrário, aqui existe muito respeito e igualdade entre os colaboradores”, afirma.

Os diretores destacam ainda que o setor de máquinas de construção e agrícola está em crescimento, por isso o mercado oferece oportunidades e busca profissionais capacitados independente do gênero. “Homens e mulheres pensam de maneira diferente, porém todos possuem os mesmos direitos e deveres. Se qualifiquem, não desistam, se imponham onde perceberem que há preconceito. O desafio é grande, mas não pode ser em vão. Todos são capazes”, frisa João Lima.

Empresa: Ricambi

Site: ricambi.com.br

Telefone: (11) 2164-0300

(Fonte: Redação EaeMáquinas)

Deixe seu comentario

Ultimas Noticias

Fique por dentro das novidades

Inscreva-se para receber novidades em seu Email, fique tranquilo que não enviamos spam!

x

Assine já EaeMáquinas​

R$60,00 /ano

ASSINAR AGORA!

Sobre Nós

A Revista EaeMáquinas, de circulação bimestral, é o melhor guia de compras do setor de máquinas; relacionando as empresas, revendas e distribuidoras de equipamentos, peças, prestadores de serviços e notícias relacionadas ao mercado.

Contato: [email protected] — Tel.:11- 4604-8046

Siga-nos