Customizar trator é tendência de mercado

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
R50 foi adequado para trabalhar na viticultura Nilson konrad

Demanda dos produtores foi atendida pela LS Tractor.

A produção agrícola no Brasil não é somente baseada em grãos. Há muita diversidade como, por exemplo, café, cana, hortifruticultura, entre outras. Cada uma destas atividades mais específicas vêem demandando “ferramentas” de trabalho adequadas para um bom desempenho, a fim de obter o máximo de produtividade. Considerando que tratores são ferramentas, e setores como a citricultura, o café entre outras, necessitam de equipamentos específicos, a LS Tractor vem customizando seus produtos, de acordo com cada uma destas atividades.

Assim foi com a citricultura, por exemplo. Em busca de aumento de produtividade por hectare muitos citricultores começaram a trabalhar o adensamento das suas lavouras, ou seja, diminuindo o espaço entre plantas. Pomares com alta densidade podem, segundo pesquisadores, atingir aumento de até 50% no rendimento por planta. Se antes era utilizada a medida de 6 metros de rua para 4 metros entre plantas, agora está distância passou a ser 6 metros por 2 metros. Se, por um lado há um ganho expressivo no final das contas, para o produtor, ele aumenta também o risco de perda de frutas por que até o momento, não havia, por exemplo, um trator mais adequado para o trabalho nesta cultura.

“A gente recebeu uma demanda, por parte de um produtor de laranja aqui de São Paulo. Eles gostaram muito dos nossos tratores, mas com o adensamento entre plantas, aconteciam muitos danos, tanto na fruta quando no equipamento”, explica Ademir Chiquetti, gerente comercial da concessionária JA Máquinas, da LS Tractor. Ele continua, dizendo que a pesquisa de campo foi fundamental para poder propor as alterações necessárias que eliminassem o problema.

Alterações – Conforme o gerente comercial, a produção de citros tem diferenças não só na planta, mas na região onde é cultivada. Por isto foi definido que seriam utilizados os tratores da série Plus, de 80, 90 e 100 cv. Chiquetti relata que a transformação começou em um P80 Power Shuttle. Os paralamas traseiros foram reduzidos no seu tamanho, o retrovisor externo foi colocado dentro da cabine, escapamento ficou embaixo do trator, a alça lateral de suporte de entrada na cabine, para auxílio do operador, também foi retirado da parte externa e a luz de advertência foi para dentro da cabine. “Em resumo temos um P80 com tamanho de U60, o que caiu como uma luva para este mercado”, assegura o Gerente Comercial.

Uva – Cerca de 63% da produção de uva gaúcha é feita no sistema latada, ou pérgola. Para os viticultores que se utilizam deste formato a altura em que os cachos de uva ficam do solo, cerca de 1,85 metros, em plena safra é um fator limitante à mecanização porque a distância entre o chão e o acento do operador em um trator normal é, em média 1 metro. Ao se colocar o operador acaba, na maioria das vezes, batendo nos frutos o que não pode acontecer.

O gerente comercial da concessionária LS Tractor que atende a região, a Trator Serra, Júlio Carniel, afirma que a versão Viti do R50, foi criada por sugestão da equipe comercial da revenda e aceita pela fábrica justamente para atender as especificações da viticultura latada. Ele diz que perceberam no campo a necessidade de diminuir a altura da plataforma do trator, ficando em 90 cm entre o acento e o solo, e uso de rodagem radial traseira aro 20, na especificação 320/70/20 e dianteira 200/70/16. “Com a plataforma mais baixa, o centro de gravidade também baixa dando maior estabilidade para trabalhos em áreas com inclinação acentuada”, ressalta Carniel.

Ele complementa dizendo que o R50 apresenta ainda a TDP de três velocidades, transmissão de 32 marchas e o super redutor que reduz a velocidade para menos de 1km/h. “São várias as características que colocam este produto como o ideal para o trabalho na viticultura que usa o modelo da serra gaúcha”, conclui Carniel.

Atender às demandas específicas dos clientes setorizados é parte do DNA da LS Tractor, conforme diz o gerente de marketing e vendas Astor Kilpp. “E quando elas são recomendadas por quem usa nossos tratores, nossa tendência é de estudar e ver que outras melhorias podemos oferecer, para que o trator fique mais completo ainda”, finaliza ele.

(Fonte: Assessoria de imprensa)

Deixe seu comentario

Ultimas Noticias

Fique por dentro das novidades

Inscreva-se para receber novidades em seu Email, fique tranquilo que não enviamos spam!

x

Assine já EaeMáquinas​

R$60,00 /ano

ASSINAR AGORA!

Sobre Nós

A Revista EaeMáquinas, de circulação bimestral, é o melhor guia de compras do setor de máquinas; relacionando as empresas, revendas e distribuidoras de equipamentos, peças, prestadores de serviços e notícias relacionadas ao mercado.

Contato: [email protected] — Tel.:11- 4604-8046

Siga-nos