Entenda as diferenças entre oxidação, corrosão e ferrugem

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Assim como em outros segmentos de mercado, o setor de máquinas e veículos pesados está sujeito a prejuízos causados pela oxidação, corrosão e ferrugem. A estimativa é que cerca de 30% da produção de aço no mundo seja utilizada na reposição de estruturas, instalações metálicas e equipamentos deteriorados por conta de processos corrosivos.

Nesta Dica Técnica, Marcos Pacheco, químico da fabricante de especialidades químicas Quimatic Tapmatic, orienta sobre como proteger os metais de forma eficiente. Antes de tudo, o especialista reforça que é importante entender as diferenças entre os três tipos de desgaste para definir a melhor forma de lidar com o problema.

 “A maioria das pessoas pensa que oxidação, corrosão e ferrugem são a mesma coisa, mas existem diferenças importantes a serem levadas em conta”, explica o especialista.  

O profissional reforça que adotar o tratamento correto de metais ajuda a evitar a perda precoce de peças e maquinários. Além disso, os cuidados garantem a integridade de tubulações, tanques e outras estruturas que armazenam e transportam produtos nocivos ao meio ambiente. Veja as diferenças:

Oxidação

Todos os metais podem sofrer o processo de oxidação. O motivo mais comum é o contato direto do metal desprotegido (sem pintura, por exemplo) com o ar, vapor d’água ou água. A oxidação é o início do processo de degradação do metal e deve ser tratada logo no início, para não dar origem à corrosão e ferrugem.

Corrosão

A corrosão é o desgaste do metal a partir da oxidação. Em um ciclo vicioso, ocorre um maior desprendimento do metal, que vai ficando cada vez mais exposto aos danos causados pelo contato com a atmosfera. Se o metal contar com ferro em sua composição – como aço e ferro fundido – dá-se início à ferrugem.

Ferrugem

Quando estão oxidados e corroídos, os metais ferrosos começam a gerar o hidróxido de ferro, a camada avermelhada conhecida como ferrugem. A ferrugem destrói a resistência do metal e, dependendo de sua amplitude, inviabiliza a recuperação.

Para combater estes problemas, a Quimatic Tapmatic desenvolveu uma ampla linha de produtos anticorrosivos. A linha é composta por protetivos, galvanização a frio, revestimentos epóxi, entre outros. Confira no site:  www.quimatic.com.br/produtos/anticorrosivos/

(Fonte:Assessoria de imprensa)

Deixe seu comentario

Ultimas Noticias

Fique por dentro das novidades

Inscreva-se para receber novidades em seu Email, fique tranquilo que não enviamos spam!

x

Assine já EaeMáquinas​

R$60,00 /ano

ASSINAR AGORA!

Sobre Nós

A Revista EaeMáquinas, de circulação bimestral, é o melhor guia de compras do setor de máquinas; relacionando as empresas, revendas e distribuidoras de equipamentos, peças, prestadores de serviços e notícias relacionadas ao mercado.

Contato: [email protected] — Tel.:11- 4604-8046

Siga-nos